img

Saiba como escolher o colchão ideal

Dicas para você escolher o colchão certo e garantir uma boa noite de sono

8 meses atrás
Saiba como escolher o colchão ideal

Uma boa noite de sono, com qualidade e sem interrupções é fundamental para ter um dia produtivo. Por isso, acertar na escolha do colchão é parte importante disto. Além do desconforto, passar a noite no colchão errado pode provocar insônia, câimbras, dores musculares, dores nas costas e na região lombar, desvio de coluna, má circulação e formigamento.

Mas embora pareça fácil, escolher o colchão ideal não é uma tarefa tão simples. Afinal, ninguém compra colchão todo dia e na hora de comprar surgem inúmeras dúvidas. Por esse motivo, listamos 7 dicas para você decidir pelo melhor produto. Confira!

1. Pesquise antes de comprar

A primeira dica não poderia ser outra que não fosse pesquisar sobre o produto. Os colchões estão disponíveis em uma ampla gama de opções e preços. Por isso, é importante determinar o orçamento e conhecer as opções disponíveis antes de ir às lojas. Separe um dia na sua agenda e gaste um tempo pesquisando diferentes opções, dê uma olhadinha na internet, tire dúvidas com a equipe de vendedores e cheque qual modelo ficará melhor em seu lar.

2. Não se deixe levar pela aparência

Ao escolher o colchão, é natural que você analise suas características físicas e, principalmente, com que tipo de material ele é feito. Contudo, tenha cuidado para não se deixar levar mais pela beleza da peça do que pelo conforto e a qualidade que ela possui.

Afinal, por melhor que seja o seu aspecto estético, com acabamentos luxuosos e acetinados e costurados à mão, suas particularidades estarão quase todo o tempo cobertas por lençóis, edredons, cobertores e afins.

3. Não se deixe levar pelo preço

Com saúde não se brinca! Lembre-se, em um ano, serão em média 2.920 horas de sono sobre o seu colchão, se todas essas noites forem maldormidas é tempo mais que suficiente para comprometer sua postura e sua saúde geral. Então busque a melhor relação custo/benefício para o seu biotipo e invista no melhor colchão para você, o que não será necessariamente o mais caro ou o mais barato.

4. Analise cada material ao escolher o colchão

tipos de colchão

Ao escolher um colchão, você encontrará diferentes opções no mercado. Isso acontece porque há uma profusão de materiais que são utilizados na produção desse item e que buscam atender às preferências de diferentes consumidores, pois essa é uma escolha muito pessoal.

O colchão ideal é aquele que mantém a coluna em linha reta, deixando os ombros e o quadril afundarem ligeiramente, permitindo a sustentação correta do peso. Por isso, é fundamental analisar cada modelo para encontrar aquele que é mais adequado ao seu corpo. Confira abaixo, algumas diferentes versões e suas principais características.

Colchão de espuma

O colchão de espuma certamente é um dos mais conhecidos e populares. Costumam ser mais leves e fáceis de manejar. Tem bom isolamento térmico, o que é bom no inverno, mas não tanto no verão o que ser um bom acumulador de fungos, bactérias e ácaros que provocam doenças.

Além disso, os colchões de espuma possuem várias densidades. Cada uma delas é indicada para uma determinada faixa de peso. Resumindo: deve estar na medida certa para seu biotipo ( relação peso/altura). Confira a tabela abaixo!

densidade colchão

Colchão de látex

O látex, por sua vez, é composto por um núcleo de borracha natural ou sintética, é, geralmente, muito caro. Ele ajusta-se ao corpo do usuário, devido a sua maciez e fácil adaptação ao contorno do corpo e é resistente ao acúmulo de poeira e umidade.

O látex é perfurado para assegurar uma boa ventilação e regular a firmeza. Assim como acontece com a espuma, ele também depende da relação entre densidade com altura e peso. Geralmente, é uma versão com revestimento antialérgico, para evitar alergias e problemas respiratórios.

Colchão de mola

Já o colchão de mola tem melhor ventilação do que os de espuma e os de látex. Por isso, é mais indicado para quem transpira muito ou vive em regiões quentes. Além disso, ele pode ser encontrada em duas versões: molas entrelaçadas e molas ensacadas.

A primeira opção, tem uma camada de espuma mais densa e durável, é ideal para solteiros, porque, quando uma pessoa se mexe num canto do colchão, o outro lado balança. Já a segunda, também conhecida como sistema pocket, é perfeita para casais. Isso porque suas molas são envolvidas uma a uma, garantindo, assim, uma maior durabilidade e mais conforto, já que se mantém estável nas regiões onde não há pressão.

É importante lembrar que existe sempre o risco de as molas se partirem ou perderem elasticidade, provocando deformações. Além disso, é inevitável que percam altura com o tempo de uso.

Colchão de viscoelástico

O modelo de viscoelástico é o mais tecnológico entre os 4 modelos, pois conta com características hipoalergênicas, sensibilidade à temperatura corporal e é capaz de suportar qualquer altura e peso sem causar danos à coluna.

Com espuma desenvolvida pela NASA (agência espacial norte-americana), ele tem como principal característica a resiliência, a capacidade de retornar ao formato original, sem deformações. Ou seja, uma opção vantajosa porque ele se molda ao corpo, oferecendo um suporte mais adequado, adaptando-se às suas curvas sem deformar e aliviando os pontos de pressão criados quando você está deitado. Em compensação sua maciez excessiva pode exigir que a pessoa faça mais força para mudar de posição durante o sono, o que pode impactar na qualidade do descanso.

 5. Colchão firme ou macio?

Nem um, nem outro. A escolha do colchão ideal deve ficar no meio termo. Um bom colchão deve acompanhar a curvatura natural da coluna e suportar todas as zonas do corpo, proporcionando descanso. Quem sofre de dores nas costas deve optar por um colchão com densidade média (nem muito duro, nem muito macio).

Já pessoas mais pesadas devem utilizar colchões mais duros, para garantir melhor suporte. Se o colchão for muito macio, há tendência de o corpo afundar, aumentando ainda a sensação de calor devido à má ventilação.

Os modelos com molas de aço são confortáveis e adaptam-se à pressão, tanto por pessoas pesadas como as mais leves. Agora, se houver uma diferença significativa entre o seu peso e o da pessoa que dorme com você, opte por um sistema de duas bases e colchões individuais, que podem ser unidos com um só lençol-capa. Assim, o desnível tende a acontecer com um só colchão e o conforto de ambos se mantém.

6. Teste os colchões

Não deduza que um colchão é o melhor por ele ser firme. Para saber se o colchão é confortável para você, é necessário testá-lo. E isso não significa apertar com a mão, joelho ou deitar-se e levantar-se imediatamente.
Para poder avaliar bem, é necessário ficar deitado no colchão por no mínimo dois minutos em cada posição que você está acostumado a dormir, respirando de forma lenta e profunda para alcançar um nível de relaxamento similar ao que ocorre durante o sono. Os colchões ficam expostos justamente com essa finalidade, portanto, não se acanhe. Deite e avalie.

7 . Fique atento à durabilidade do colchão

O tempo de vida útil de um colchão é de 3 a 10 anos, mas cada tipo de colchão tem uma longevidade específica ligada ao material utilizado em sua produção. Por isso, é importante que você pesquise a respeito, pois pode ser que o item escolhido tenha de ser trocado em menos tempo do que o esperado, já que pode estar mais suscetível a deformidades e desnivelamentos.

Os de espuma, por exemplo, duram, em média, 3 anos. Já os de molas, 5. Por sua vez, os de viscoelástico e os de látex chegam a durar até 10 anos. Este último, inclusive, é o que tem a maior durabilidade.

Além disso, é possível fazer o seu colchão durar um pouquinho mais. Basta deixá-lo pegar ar diariamente, mesmo durante o inverno, e virá-lo regularmente de cima para baixo e da cabeceira para os pés, para não criar zonas de deformações. Confira as orientações na etiqueta do produto.

Se você quiser fazer uma doação e o produto estiver em estado razoável, entregue-o a uma instituição social. Caso não apresente condições para ser aproveitado, pergunte ao fabricante se ele recolhe o usado, caso você queira comprar um novo. Nunca descarte o colchão em lixo comum ou deixe-o na rua para coleta. As prefeituras podem multá-lo por isso.

E aí, gostou das nossas dicas para escolher o colchão ideal para o seu quarto? Então anote todas elas e não deixe de colocá-las em prática para garantir bons sonhos!

Nos siga nas redes sociais e fique por dentro de todas as nossas dicas:

Facebook (facebook.com/novomundo)

Instagram (instagram.com/novomundooficial)

Twitter (twitter.com/novomundo)

YouTube (youtube.com/lojasnovomundo)

Leia Também
  • blog amigo secreto 705x305

    5 dicas para acertar no presente do seu amigo secretoMóveis

  • blog erro de organização 705x305

    4 erros de organização que geram ainda mais bagunçaMóveis

  • blog rack painel estante 705x305

    O que é melhor usar: rack, estante ou painel?Móveis

  • blog samba 705x305

    10 sambas para ouvir no Dia Nacional do SambaMóveis